segunda-feira, 3 de setembro de 2018

NOTA DE REPÚDIO



A Rede de Pesquisadores sobre a Questão Agrária no Paraná, integrada por pesquisadores de oito universidades públicas do estado, vem a público manifestar preocupação em face do cerceamento do exercício profissional da Geógrafa e pesquisadora Márcia Yukari Mizusaki, da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) por meio de ameaças motivadas pelo trabalho realizado junto às comunidades indígenas  do Município de Dourados, no Mato Grosso do Sul.
À preocupação com esse que poderia ser um ato isolado, perpetrado por indivíduos que sentem-se à vontade para atentar contra os Direitos Constitucionais da servidora e dos indígenas, soma-se o repúdio à semelhante conduta do Jornal Diário MS, veículo de imprensa investido da tarefa pública de informação graças à concessão de que desfruta. A materia "Índios ampliam invasões de propriedades em Dourados", assinada por Marcos Santos, publicada no dia 22 de agosto último, é um exercício explícito de incitação à intolerância étnica baseada na falsidade ideológica que inverte os papéis, convertendo os povos originários em invasores das terras que lhes pertencem legal e legítimamente e que ao mesmo tempo, criminaliza uma profissional no exercício igualmente legal e legítimo de sua profissão.
Isso deve ser encarado como mais um inaceitável atentado ao Estado de Direito. Viva a democracia! Aplique-se a Constituição!